BNCC na prática: como avaliar e monitorar a implementação?

11 de maio de 2022


Desde abril de 2017, após a sua implementação, a Base Nacional Curricular (BNCC) é o “documento normativo que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica”. É considerado um grande marco para a educação pública brasileira, pois é a partir dela que os sistemas e redes de ensino podem elaborar e implementar um currículo que condense o que é essencial aos estudantes.

Acontece que mesmo passados cinco anos desde a implementação, muitos educadores ainda encontram dificuldades para avaliar e monitorar a implementação da BNCC na prática. São muitos detalhes e, consequentemente, desafios diversos. Por isso é tão importante identificar as práticas bem-sucedidas e mal-sucedidas e intermediar soluções.

Esse é justamente o objetivo da pesquisa da ferramenta lançada pela Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação: a Plataforma do Monitoramento de Implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

LEIA TAMBÉM: Já conhece os benefícios do Laboratório Educacional Brasil — LEB? 

BNCC na prática

Voltada a gestores e coordenadores que atuam na gestão do currículo das redes e dos sistemas estaduais e municipais de ensino do país, a plataforma é focada em otimizar a troca de experiências, evidenciar os exemplos de boas práticas, levantar a discussão sobre os processos de implementação da BNCC e tratar o tema com transparência. 

No ano passado, o MEC, em parceria com a Fundação Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF), realizou pesquisas de avaliação e monitoramento para a implementação da BNCC. O diagnóstico apresentado na plataforma abrangeu 2 mil escolas, em 250 cidades das 5 regiões do país e contou com a participação de 24.262 entrevistados. 

Acesse a plataforma de monitoramento.