Confira dicas para ser um ótimo professor na aula online

28 de abril de 2021


Hoje, milhões de estudantes em todo o país estão com aulas online, seja em regime totalmente remoto ou híbrido. Os professores de escolas públicas e privadas, que normalmente estariam preparados com planos de aula, atividades práticas e estratégias para aprofundar o relacionamento com suas turmas, estão enfrentando novos horizontes para suas dinâmicas e lutando para encontrar maneiras de apoiar as turmas à distância. 

Se você está se sentindo oprimido por esta tarefa assustadora, certamente não está sozinho. Aqui estão algumas dicas para ajudar a dar o salto para o ensino virtual de qualidade e com sucesso:

Deixe o perfeccionismo para fora da aula online

Lembre-se, este é um desafio para todos: professores, famílias e estudantes. Você está resolvendo problemas para fornecer acesso a um aprendizado rigoroso em aulas online no último minuto. Dito isso, não tenha medo de mergulhar e aprender também. Todo professor sabe o que é explicar novas instruções. Geralmente começa com um grupo inteiro passo a passo, seguido por um fluxo interminável de perguntas para esclarecer as próximas etapas. Embora esse processo possa ser frustrante às vezes, os estudantes sempre podem contar uns com os outros e com o professor na sala quando estão presenciais. 

Um dos desafios do ensino à distância é que você e seus discentes não estão mais na mesma sala para enfrentar coletivamente os equívocos. Em vez disso, a maior parte do tempo de aprendizado será inevitavelmente conduzido por tarefas que exigem um bom nível de autodireção. Como resultado, é fundamental projetar experiências de ensino à distância que tenham instruções muito claras e utilizem poucos recursos. 

Lembre-se de que estruturas simples ainda podem exigir um trabalho rigoroso: tarefas com poucas instruções geralmente levam à maior quantidade de raciocínio de ordem superior, à medida que os jovens descobrem o que fazer dentro de parâmetros definidos. O ensino à distância deve levar os educadores a pensar em como podem ser mais enxutos e concisos ao fornecer novas informações, o que não deixa a aula criativa de fora.

Considere a equidade de acesso as aulas online

Muitos de seus discentes podem não ter acesso à Internet ou a um dispositivo – ou terão acesso inconsistente. Para se ter uma ideia, dados do Instituto Datafolha, relativos a 2020, apontaram que cerca de quatro milhões de estudantes abandonaram os estudos durante a pandemia por “questões financeiras” e “falta de acesso a aulas remotas”. Por isso, lembre-se de que, se houver dispositivos disponíveis, faça o seu melhor para garantir que as plataformas de aprendizagem utilizadas sejam compatíveis com dispositivos móveis. Além disso, também é útil ter em mente o conhecimento de informática e as habilidades de digitação da turma. Bem como, oferecer prazos flexíveis ou tempos de conclusão mais longos para respostas digitadas. 

Habilidades da sala de aula online e presencial

Embora muita coisa sobre essa experiência seja nova, lembre-se de que boa parte do que contribui para um ótimo ensino na escola de forma presencial será transferido para a sala de aula online. Pense no seguinte: o que o torna um bom professor no dia a dia presencial, também o torna um bom professor no ambiente virtual. Quando as coisas parecerem especialmente difíceis, estabeleça um conjunto claro de objetivos de aprendizagem e considere os vários caminhos que os estudantes podem seguir para alcançar essa meta. Se ajudar, divida o conteúdo em pedaços para evitar que você se sinta sobrecarregado.  

Assim como faria na escola, de forma presencial, seja transparente sobre suas expectativas. Tanto sobre o aprendizado online quanto sobre suas expectativas acadêmicas. Forneça feedback frequente por meio de verificações de conhecimento online e comentários sobre as atribuições. Melhor ainda, utilize os recursos de bate-papo para manter a turma no caminho certo, motivados e se sentindo apoiados. Essa é uma ótima maneira de garantir que todos tenham uma maneira de fazer perguntas enquanto trabalham nas tarefas.

Combine conversas e conexões de várias maneiras

Agora, mais do que nunca, seus estudantes precisam ser capazes de se conectar uns com os outros, e com você da maneira que funcionar melhor. Com base na idade, no acesso e na plataforma, encontre maneiras criativas de fazer com que todos se sintam conectados uns aos outros, envolvendo-os online. Comentários, bate-papos baseados em texto e vídeos curtos são apenas algumas maneiras de estimular a conversa.

Não se esqueça de se comunicar com as famílias de várias formas também. Publique seus anúncios em lugares de fácil acesso aos pais e responsáveis: envie por e-mail, mensagem de texto, defina lembretes em bate-papos em grupo. Ao mesmo tempo, garanta que estudantes e as famílias tenham várias maneiras de se comunicar com você. 

Você sabia que a maioria dos seus estudantes está no TikTok? A maioria dos pais e responsáveis no Instagram e no Facebook? Considere a criação de uma conta em uma dessas mídias sociais como um perfil profissional, onde você pode postar anúncios de aulas, tarefas, dicas,  vídeos, lembretes, comentários e incentivos variados.

Encontre tempo para si mesmo 

Você está aprendendo a usar plataformas e a se posicionar na aula online como professor, assim como sua turma está aprendendo a usá-las como estudantes. Reserve um tempo para refletir sobre como a experiência está indo. Faça a si mesmo perguntas como: O que estou aprendendo sobre meus estudantes como participantes da minha sala de aula online? O que eu poderia fazer para tornar o aprendizado mais acessível, inclusivo e significativo? Como estamos, como classe, indo física, mental e emocionalmente? Ao responder, lembre-se de que não se espera que você seja perfeito.

Educadores, quais dicas funcionaram para vocês ao dar os primeiros passos em direção ao ensino virtual? Quais recursos foram mais úteis? Por favor, compartilhe suas opiniões e sugestões com a gente em nossas redes sociais!