Lição de casa: experimentos científicos simples para fazer na cozinha

11 de julho de 2022


Neste mês do cientista e do pesquisador, a lição de casa pode complementar o que você, professor, aborda em sala de aula. Mas como? Com alguns experimentos científicos simples para fazer na cozinha de casa, onde tudo o que se precisa já está nos armários.

LEIA TAMBÉM: Cientistas brasileiros que revolucionaram suas áreas para apresentar aos alunos.

O que é a ciência da cozinha?

Cozinhar é uma atividade STEM – Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática? Com certeza! Pense bem: quando você cozinha (especialmente ao assar) combina ingredientes diferentes, adiciona calor e cria uma nova substância. Isso é pura Química!

Há tantos experimentos científicos legais para fazer em casa com utensílios domésticos e alimentos que certamente desenvolverão um amor pelo aprendizado e pela ciência, que vale instigar a turma a ser cientista por um dia (ou a vida toda).

Agora é mãos à obra, divirtam-se tentando esses experimentos científicos simples em casa ou use-os para ideias de projetos de feiras de ciências.

Três experimentos científicos simples

1 – Vulcão de sal

As erupções de bicarbonato de sódio e vinagre são sempre um sucesso e esta é uma ótima opção para crianças do Ensino Fundamental. 

Os vulcões  surgem devido ao escape de gases e pressão. Bicarbonato de sódio e vinagre imitam o gás produzido que empurra o líquido para cima e para fora do recipiente. Isso é: um processo semelhante a um vulcão real, em que o gás se acumula sob a superfície da terra e força o magma por meio do buraco no vulcão, causando uma erupção.

Você vai precisar:

  • Um lote de massa de sal (2 xícaras de farinha de trigo, 1 xícara de sal, 1 xícara de água morna);
  • Garrafa de água de plástico pequena;
  • Tintas;
  • Bicarbonato de sódio;
  • Vinagre;
  • Corante;
  • Detergente (opcional)

Como fazer:

  • Primeiro, você vai ter que preparar a massa salgada. É só misturar tudo e, no caso de ficar muito mole, acrescentar mais farinha até dar o ponto maleável; 
  • Molde a massa de sal em torno de uma pequena garrafa de água vazia, criando a forma de vulcão. Deixe secar por pelo menos 24 horas;
  • Quando o vulcão estiver seco, é hora de pintá-lo para se assemelhar à forma real de um vulcão;
  • Quando o vulcão estiver pronto para entrar em erupção, você precisa preparar a erupção. Na abertura, adicione uma ou duas colheres de sopa de bicarbonato de sódio, corante alimentar e um pouco de detergente.
  • Certifique-se de que seu vulcão esteja em uma bandeja para evitar a sujeira de lava, então despeje o vinagre na abertura e observe a mágica acontecer.

Por que isso acontece?

Neste caso, há um ácido (líquido: vinagre) e uma base (sólido: bicarbonato de sódio) que quando combinados formam um gás chamado dióxido de carbono, que produz a erupção. O gás escapa da mistura na forma de bolhas, que são mais pesadas que o ar e se acumulam na superfície do vulcão, que é feito de massa salgada e, assim, transborda. O detergente é adicionado para coletar o gás e formar bolhas que dão uma lava vulcânica mais robusta.

2 – Ovo no vinagre

Este é dos experimentos científicos simples clássicos que seus alunos devem tentar fazer.

Você vai precisar:

  • Ovos crus;
  • Vinagre Doméstico;
  • Jarra ou vaso.

PODE TE INTERESSAR: 5 experimentos científicos fáceis de fazer em casa ou na escola.

Como fazer:

  • Coloque um ovo no frasco e cubra com vinagre;
  •  Espere e observe;
  • Após 48 horas, retire o ovo e lave-o;
  • A essa hora, a casca externa dura se foi e a clara e a gema do ovo são cercadas por uma membrana fina.

Por que isso acontece?

As cascas de ovos obtêm sua dureza de um mineral chamado carbonato de cálcio, semelhante aos nossos ossos. Ao colocar o ovo no vinagre, você começará a observar bolhas. Essas bolhas são uma reação química entre o ácido do vinagre e a base do carbonato de cálcio da casca do ovo. Quando um ácido e uma base se misturam, eles formam dióxido de carbono.

Você também pode observar que o ovo fica maior à medida que fica no vinagre. Isso ocorre porque a casca do ovo se dissolve e deixa um ovo de borracha macio, dobrável e saltitante. Também é divertido levar uma lanterna até o ovo e observar o que você pode ver!

3 – DNA do morango

O DNA é um assunto fascinante. As crianças adoram aprender sobre o “mapa” que ajuda a construir organismos. Mas geralmente não podemos ver o DNA, exceto com um microscópio de alta potência. Esse experimento vai mudar isso!

Ele pode ser feito com qualquer fruta ou vegetal, mas os morangos são uma das melhores frutas para usar devido ao seu alto número de fitas de DNA por célula (8 contra 4 comuns).

 Você vai precisar:

  • Filtros de café;
  • Pipeta;
  • Tubo de ensaio ou pote de vidro transparente;
  • Morangos;
  • Sabão para louça;
  • Sal;
  • Sacos de plástico com zíper;
  • Álcool.

Como fazer:

  • Resfrie o álcool no freezer;
  • Retire os caules verdes e coloque os morangos em um saco zip lock. Certifique-se de selar bem e, em seguida, esmague os morangos em polpa;
  • Adicione uma colher de sopa de detergente, uma colher de chá de sal e 1/3 de xícara de água ao saco. Agite o saco para misturar bem;
  • Forre o tubo de ensaio com o filtro de café, despeje o líquido de morango e espere o filtrar;
  • Agora adicione uma camada de um dedo de álcool gelado ao tubo de ensaio e observe como um material viscoso claro sobe para o topo do álcool. Esse é o DNA do morango.

Por que isso acontece?

Todo ser vivo tem DNA ou ácido desoxirribonucleico. Nossas células têm duas cópias de seu DNA, enquanto as células de morango têm oito, Isso torna mais fácil para extrair DNA suficiente para poder vê-lo a olho nu.

Incrível, não é? Quais outros experimentos científicos fáceis você conhece para indicar pra turma? Conta pra gente!