PNLD 2021: o que envolve o desenvolvimento integral dos jovens?

12 de fevereiro de 2021


A atual edição do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD 2021) é destinada a avaliar e disponibilizar obras didáticas, pedagógicas e literárias, além de recursos educacionais digitais, para o Ensino Médio. Portanto, traz consigo as mudanças feitas neste segmento, em especial, o posicionamento do estudante no centro do processo de ensino e aprendizagem. Segundo o edital, a intenção é assegurar que a escola se organize de forma a acolher as culturas juvenis e os estudantes em suas singularidades e pluralidades, respeitando os seus direitos e considerando suas diferentes características, interesses, ritmos, aspirações e papéis sociais.

Da mesma forma, o propósito é promover o desenvolvimento integral desses jovens, contemplando as dimensões intelectual, física, social, emocional e cultural. Promovendo assim uma formação para resolver as demandas complexas do cotidiano, exercer a cidadania e atuar no mundo do trabalho. Esse amplo processo de reformulação do Novo Ensino Médio compreende a ampliação da carga horária mínima, a flexibilização curricular, o foco no estudante e a incorporação de práticas escolares mais dinâmicas e interativas, que considerem as especificidades e demandas de jovens que já nasceram no século XXI. 

PNLD 2021 e a BNCC

Em suma, esse desenvolvimento integral dos estudantes do Ensino Médio citado no PNLD 2021 diz respeito a um conjunto de trabalho que envolve conhecimentos, habilidades, atitudes e valores. Começando pela nova estruturação de conteúdos por áreas do conhecimento. Sendo que, para cada uma delas, há uma proposta de competências e habilidades específicas que, aliadas às obras didáticas do PNLD 2021 de Projeto de Vida e Projetos Integradores, garantirão o desenvolvimento das Competências Gerais da Base.

Portanto , o fio condutor desta transformação é a Base Nacional Comum Curricular. Pois, na BNCC, as aprendizagens essenciais são definidas como conhecimentos, habilidades, atitudes, valores e a capacidade de mobilizar tudo isso, articular e integrar, expressando-se em competências. Assim como no direito de pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho. Por sua vez, as competências são definidas como a mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas cognitivas e socioemocionais), e atitudes e valores, para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do exercício da cidadania e do mundo do trabalho.

Editora do Brasil no PNLD 2021

Falar de desenvolvimento integral é investir em uma constante demanda da sociedade contemporânea. Pois, a educação precisa envolver não apenas o que aprender, como também para que aprender. Sem esquecer do como ensinar e como avaliar o aprendizado. É uma via de mão dupla que, claro, deve envolver toda a comunidade para uma aprendizagem colaborativa. Justamente por isso, que as obras da Editora do Brasil, aprovadas no PNLD 2021 – Objeto 1, reúnem diferentes estratégia, propõem atividades coletivas e individuais, e têm foco em mediar as reflexões dos estudantes, para que eles se entendam como agentes de transformação do seu meio. 

Seja na obra de Projeto de Vida, Ser em foco, que destaca a importância do autoconhecimento para os jovens como caminho para sua autorrealização e a identificação de seus interesses, ou nas coleções de Projetos Integradores, Integração e Protagonismo e Conhecer e Transformar, a integração de todas as pontas de aprendizado é sempre levada em conta. Além disso, os educadores podem contar com um Manual do Professor completo e muitos outros materiais complementares. É só dar uma olhada na página de conteúdo exclusivos do PNLD da Editora do Brasil: são textos, livros, revistas e vídeos disponíveis para trazer toda a infinidade necessária. Confira! 

Fonte: RESOLUÇÃO Nº 4, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2018; Edital Consolidado PNLD 2021 – 29/12/2020.

revista Arco 43