Qual é a melhor forma de aprender? Ensinar!

7 de fevereiro de 2022


Qual é a melhor forma de aprender? Segundo um estudo realizado em 2021, uma das melhores maneiras de aprender um conceito é ensiná-lo a outra pessoa. Isso mesmo que você leu: ensinar e aprender estão diretamente ligados. Pesquisas anteriores já sugeriam haver benefícios em aprender com textos científicos expositivos quando os alunos os estudam com a expectativa de que precisarão ensinar outro aluno.

Os dados mais recentes complementam essa ideia ao testar se um mesmo efeito seria visto tanto em testes imediatos, quanto em testes atrasados ​​(que são importantes para demonstrar o aprendizado a longo prazo do material). Na metodologia, os pesquisadores dividiram os alunos em dois grupos e deram a cada um uma passagem científica sobre o efeito Doppler – um fenômeno associado a ondas de som e luz. 

De que forma ensinar foi avaliada a melhor forma de aprender?

Um grupo estudou o texto como preparação para uma prova; o outro foi informado de que ensinaria o material para outro aluno. No entanto, os pesquisadores nunca realizaram a segunda metade da atividade – isto é, os alunos liam as passagens, mas nunca ensinaram a lição. Todos os participantes foram então testados em sua recordação factual do efeito Doppler e sua capacidade de tirar conclusões mais profundas da leitura.

LEIA TAMBÉM: Aprendizagem de línguas em aulas de literatura diferentes

Os resultados apoiaram a expectativa de que ensinar melhora os resultados de aprendizagem (mesmo com atraso), a memória e a compreensão de textos expositivos. Em suma, os alunos que se prepararam para ensinar superaram seus colegas em duração e profundidade de aprendizado, pontuando 9% a mais em recordação de fatos uma semana após a conclusão das aulas e 24% a mais em sua capacidade de fazer inferências. A pesquisa sugere que a melhor forma de aprender é pedir aos alunos que se preparem para ensinar algo.

Mas essa história de aprender ensinando não é de hoje

O efeito aprendizagem-ensino tem sido demonstrado em muitos estudos. Os alunos que passam tempo ensinando o que aprenderam mostram melhor compreensão e retenção de conhecimento do que os que simplesmente passam o mesmo tempo “re-estudando”. 

Inclusive, aprender ensinando era um dos métodos de estudo de ninguém menos que Richard Feynman, o famoso físico ganhador do Prêmio Nobel. Ele valorizava (e muito) a capacidade de explicar assuntos complicados para os outros em termos simples e baseava sua técnica em quatro etapas principais:

  • Escolher um conceito sobre o qual deseja aprender;
  • Explicar para uma criança de 12 anos;
  • Refletir, refinar e simplificar;
  • Organizar e revisar.

Legal, não é?