Trabalhando com tirinhas e charges na escola

21 de janeiro de 2022


Consegue se lembrar de algum vestibular nacional que teve uma história da Mafalda ou do Calvin & Haroldo como elemento principal de uma questão? Muito provavelmente, sim. É bem comum ensinar conceitos trabalhando com tirinhas e charges, afinal, de uma forma visual única, esse gênero consegue comentar nosso mundo contemporâneo.

LEIA TAMBÉM: “Xô” decoreba: contexto é tudo na hora de ensinar e estudar gramática

E se uma imagem vale mais que mil palavras, uma imagem acompanhada por um texto irônico e inteligente vale o dobro. Na verdade, explorar como esse material funciona tem relevância nas áreas de Artes, Ciências Sociais, Língua Portuguesa, História, Matemática… Enfim, em praticamente todas as disciplinas e áreas do conhecimento.

Por que seguir trabalhando com tirinhas e/ou charges?

Ensinar é uma profissão árdua. É preciso esforço para transferir toda a informação de sua própria mente para a de outra pessoa. Por este motivo, o ensino necessita de novas estratégias, tecnologias e ideias que possam tornar esta tarefa mais fácil. Para fazer com que os alunos se envolvam no processo de aprendizagem, o professor pode usar materiais interativos, que chamam a atenção das turmas.

É onde entram as tirinhas educativas, que têm sido usadas como meio de ensino há muito tempo. Elas tornam o aprendizado uma experiência mais fácil e melhor para os alunos, assim como tornam fascinantes muitos assuntos monótonos, ao mesmo tempo que trazem vida às páginas dos livros.

CONFIRA: Os benefícios da leitura por diversão

Uso de tirinhas educativas na sala de aula

Como dito, tirinhas educativas são ótimas ferramentas para ensinar alfabetização visual. Com muito humor, prendem a atenção e o interesse dos alunos ao mesmo tempo que os ajuda a pensar de forma criativa e a refletir de forma crítica. 

Aqui estão algumas maneiras de seguir trabalhando com tirinhas e charges em sala de aula:

  • Escolha uma tirinha ou charge e identifique as figuras de linguagem usadas na imagem;
  • Analise-a em termos da questão política, social ou econômica;
  • Explore as técnicas persuasivas que o artista usou para transmitir uma mensagem;
  • Debata as técnicas de cor, caricatura, balonagem e afins;
  • Explore o uso de personagens, objetos e texto como base para a expressão criativa;
  • Por fim, mas não menos importante, criem uma história em quadrinhos sobre um assunto que achem importante.

Essas atividades ajudarão os estudantes a melhorar suas habilidades de leitura e escrita e, ao mesmo tempo, irão praticar como encontrar a ideia principal, como aumentar o vocabulário, como comparar leituras, como fazer uma boa pergunta e como escrever uma ideia. Ademais, trabalhando com tirinhas e charges, durante o processo todos empregarão competências relacionadas ao pensamento crítico, pois são obrigados a interagir com o material e pensar criticamente sobre ele.